Mostra Prêmio ABC 2012

Posted on 10/04/2012

0


Chance de assistir filmes finalizados aqui no estúdio.
EXIBIÇÃO DOS  LONGAS-METRAGENS, CURTAS-METRAGENS  E FILMES ESTUDANTIS CONCORRENTES AO PRÊMIO ABC 2012

COMPLETANDO A PROGRAMAÇÃO, CLÁSSICOS DO CINEMA BRASILEIRO COM CÓPIAS RESTAURADAS PELA CINEMATECA BRASILEIRA

10 de abril a 06 de maio
 
ENTRADA FRANCA
 
 
CINEMATECA BRASILEIRA
Largo Senador Raul Cardoso, 207
próximo ao Metrô Vila Mariana
Outras informações: (11) 3512-6111 (ramal 215)
PROGRAMAÇÃO
10.04 TERÇA
 
SALA CINEMATECA BNDES
18h30 MEOW! ADULTÉRIO À BRASILEIRA
20h30 FILMES ESTUDANTIS – PROGRAMA 1 | CÃO LERON MEDE OS ESPAÇOS UMA MULHER E UMA ARMA ENTRE NÓS CERTA VEZ PRIMAVERA | DA ORIGEM
11.04 QUARTA
 
SALA CINEMATECA PETROBRAS
20h30 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 1 | ABUSO NOOTRÓPICO PAREDE BRANCA DO QUE PODERIA SER | AO ENCONTRO DA LUZ
12.04 QUINTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
19h00 O PALHAÇO
21h00 O BATEDOR DE CARTEIRAS
13.04 SEXTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
19h00 FILMES ESTUDANTIS – PROGRAMA 2 | O COMPLEXO DE ESDRAS – GLÓRIA FEITA DE SANGUE DISTANTE O GATO ÚLTIMO A VIDA ESCAPA AO ROTEIRO SEU ARLINDO VAI À LOUCURA
21h00 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 2 | PORN KARAOKE VISITE DECORADO POLAROID CIRCUS RIVELLINO AVALONS L
14.04 SÁBADO
SALA CINEMATECA BNDES
16h00 O HOMEM DO FUTURO
18h00 TEMPO DO MAR LIMITE
20h30 FILMES ESTUDANTIS – PROGRAMA 3 | BROSOGÓ, MILITÃO E O DIABO O INFERNO SÃO OS OUTROS COISAS QUE EXPLODEM PALHAÇOS NÃO CHORAM A CORRIDA DE DUDU VIAGEM À LUA
15.04 DOMINGO
SALA CINEMATECA PETROBRAS
16h00 CAPITÃES DA AREIA
SALA CINEMATECA BNDES
16h30 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 3 | CAVALO A TEMPESTADE TATU BOLINHA A MULA TEIMOSA E O CONTROLE REMOTO DE OUTROS CARNAVAIS EU NÃO QUERO VOLTAR SOZINHO
18h30 BRUNA SURFISTINHA
20h30 LAMPIÃO, O REI DO CANGAÇO O LEÃO DE SETE CABEÇAS
17.04 TERÇA
 
SALA CINEMATECA PETROBRAS
19h30 FILMES ESTUDANTIS – PROGRAMA 4 | OS PERSONAGENS LHAMA ENTRE SOMBRAS E MEMÓRIA IN MEMORIAM O MURO
21h00 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 4 | POEIRA E LUZ PRINTEMPS UM SONHO | O ÚLTIMO JOKENPO ESCOLA DE MENINOS SYLVIE
18.04 QUARTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
18h30 LOPE
19.04 QUINTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
18h00 ABÁ XICA DA SILVA
20h30 FILMES ESTUDANTIS – PROGRAMA 5 | SENTIDO GLACIAL INFERNO DANAÇÃO VOCÊ JÁ CORTOU O SEU CABELO COM MAQUININHA? O TRADUTOR RESQUÍCIOS
20.04 SEXTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
19h00 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 5 | ISSO NÃO É O FIM A PASSAGEM PRA EU DORMIR TRANQUILOZINO O CAPITÃO CHAMAVA CARLOS
21.04 SÁBADO
 
SALA CINEMATECA PETROBRAS
16h00 CAPITÃES DA AREIA
 
SALA CINEMATECA BNDES
18h30 S. BERNARDO
20h30 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 6 | MONIQUE AO SOL | A FÁBRICA VEREDA OVOS DE DINOSSAURO NA SALA DE ESTAR | MULHER AZUL
22.04 DOMINGO
 
SALA CINEMATECA BNDES
16h00 VIPS
18h00 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 7 | SEQUESTRO | SOBRE O MENINO DO RIO EM CERTAS CAVERNAS GOTEJA A ÁGUA QUANDO MORREMOS À NOITE
19h30 CABRA MARCADO PARA MORRER
24.04 TERÇA
 
SALA CINEMATECA BNDES
19h00 ASSALTO AO BANCO CENTRAL
21h00 UM DIA QUALQUER…
 
25.04 QUARTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
19h30 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 8 | JULIE, AGOSTO, SETEMBRO JOELMA DESBRAVADORES DE SANTA ROSA DE LÁ PRA CÁ
21h00 MACUNAÍMA
26.04 QUINTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
19h00 BRUNA SURFISTINHA
21h00 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 9 | COTURNOS E BICICLETAS A COR DA GRAVATA | LENDO NO ESCURO | ENTERRO DE ANÃO
27.04 SEXTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
18h30 LAMPIÃO, O REI DO CANGAÇO O LEÃO DE SETE CABEÇAS
28.04 SÁBADO
 
SALA CINEMATECA BNDES
16h30 FILMES ESTUDANTIS – PROGRAMA 1 | CÃO LERON MEDE OS ESPAÇOS UMA MULHER E UMA ARMA ENTRE NÓS CERTA VEZ PRIMAVERA | DA ORIGEM
18h30 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 3 | CAVALO A TEMPESTADE TATU BOLINHA A MULA TEIMOSA E O CONTROLE REMOTO DE OUTROS CARNAVAIS EU NÃO QUERO VOLTAR SOZINHO
20h30 MEOW! ADULTÉRIO À BRASILEIRA
29.04 DOMINGO
 
SALA CINEMATECA BNDES
14h30 O HOMEM DO FUTURO
16h30 O PALHAÇO
18h30 O ALQUIMISTA DO SOM NÓS, POR EXEMPLO | CAVEIRA MY FRIEND
20h30 TEMPO DO MAR LIMITE
 
01.05 TERÇA
 
SALA CINEMATECA BNDES
 
19h00 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 2 | PORN KARAOKE VISITE DECORADO POLAROID CIRCUS RIVELLINO AVALONS L
21h00 TOCAIA NO ASFALTO
02.05 QUARTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
 
19h00 FILMES ESTUDANTIS – PROGRAMA 3 | BROSOGÓ, MILITÃO E O DIABO O INFERNO SÃO OS OUTROS COISAS QUE EXPLODEM PALHAÇOS NÃO CHORAM A CORRIDA DE DUDU VIAGEM À LUA
21h00 VIPS
03.05 QUINTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
 
19h00 CURTAS CONCORRENTES – PROGRAMA 9 | COTURNOS E BICICLETAS A COR DA GRAVATA | LENDO NO ESCURO | ENTERRO DE ANÃO
20h30 O ALQUIMISTA DO SOM NÓS, POR EXEMPLO | CAVEIRA MY FRIEND
04.05 SEXTA
 
SALA CINEMATECA BNDES
18h30 CABRA MARCADO PARA MORRER
05.05 SÁBADO
 
SALA CINEMATECA PETROBRAS
16h00 LOPE
19h00 MACUNAÍMA
21h00 ASSALTO AO BANCO CENTRAL
06.05 DOMINGO
 
SALA CINEMATECA PETROBRAS
16h30 O BATEDOR DE CARTEIRAS
18h30 TOCAIA NO ASFALTO
20h30 S. BERNARDO

FICHAS TÉCNICAS E SINOPSES
CLÁSSICOS DO CINEMA BRASILEIRO RESTAURADOS
Adultério à brasileira, de Pedro Carlos Rovai
São Paulo, 1969, 35mm, pb, 90’ | Exibição em HD Cam
Marisa Urban, Newton Prado, Sérgio Hingst, Jacqueline Myrna
Longa-metragem reunindo três episódios – em A assinatura, um marido picareta tenta arrancar a assinatura da esposa para fechar um negócio. O telhado mostra as agruras de um operário que suspeita que sua mulher esteja saindo com um caminhoneiro. Em A receita, um funcionário público conta vantagens para os amigos enquanto a mulher sai com um estudante.
Com fotografia do mestre Hélio Silva, montagem de Glauco Mirko Laurelli e letreiros do animador Roberto Miller, Adultério à brasileira é um dos precursores da pornochanchada. Percorrendo ambientes sociais diferentes, Rovai investiga com sátira e graça uma das principais instituições burguesas – o adultério. Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2009.
Não indicado para menores de 18 anos
ter 10 18h30 | sáb 28 20h30
 
O batedor de carteiras, de Aluizio T. de Carvalho
Rio de Janeiro, 1958, 35mm, pb, 83’
Zé Trindade, Violeta Ferraz, Neide Landi, Armando Nascimento
Na estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro, um malandro aproveita-se da multidão para furtar carteiras dos populares. Recordista de bilheteria no ano de seu lançamento, O batedor de carteiras consolidou a carreira do ator e compositor Zé Trindade como um dos principais comediantes do cinema brasileiro. Famoso também pelo trabalho no rádio, Zé Trindade atuou ao lado de grandes humoristas do país como Chico Anysio e Costinha. É o inventor do clássico bordão “Mulheres, cheguei!”. Produção totalmente independente, o filme conta com um número musical interpretado pela cantora Maysa. Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2007. Fotografia de Afrodisio de Castro.
Livre
qui 12 21h00 | dom 06.05 16h30
Cabra marcado para morrer, de Eduardo Coutinho
Rio de Janeiro, 1984, 35mm, cor/pb, 119’ | Exibição em HD Cam
Narrativa semi-documental sobre a vida de João Pedro Teixeira, líder camponês da Paraíba assassinado em 1962. A produção do filme foi interrompida em 1964, em razão do golpe militar. Dezessete anos depois, o cineasta recolheu os depoimentos dos camponeses que trabalharam nas primeiras filmagens. Parte da história das ligas camponesas de Galiléia e de Sapé e a vida de João Pedro surgem através das palavras de sua viúva, Elizabeth Teixeira, que fala sobre a sua trajetória nesses 20 anos e das dificuldades da família perseguida pela ditadura militar. Cabra marcado é uma das obras-primas do documentário político brasileiro, premiada em diversos festivais nacionais e internacionais.  Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2009. Fotografia de Edgar Moura e Fernando Duarte.
Não indicado para menores de 12 anos
dom 22 19h30 | sex 04.05 18h30
Caveira my friend, de Álvaro Guimarães
Salvador, 1970, 35mm, pb, 84’
Manoel da Costa, Maria da Conceição Senna, Gó Muniz, Sônia Dias
A exemplo de filmes como Meteorango Kid, o herói intergalático, de André Luiz Oliveira, Caveira my friend é expressão da vanguarda baiana dos anos 1970. Liderados por Caveira, um grupo de assaltantes comete crimes por Salvador. Trilha sonora dos Novos Baianos. Figura atuante no cenário cultural da Bahia, Álvaro Guimarães escreveu crítica teatral e encenou peças de Dias Gomes e Nelson Rodrigues. Além de Caveira my friend, realizou em 1960 o curta Moleques de rua, montado por Caetano Veloso. Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2007. Fotografia de Sérgio Maciel.
Não indicado para menores de 14 anos
dom 29 18h30 | qui 03.05 20h30
Um dia qualquer…, de Líbero Luxardo
Pará, 1965, 35mm, pb, 93’ | Exibição em HD Cam
Helio Castro, Lenira Guimarães, Maria de Belém Rhossard, Tômas Barcinski
O filme narra uma série de pequenas histórias a partir do drama de um personagem que rememora a vida ao lado da esposa recém-falecida, enquanto caminha pelas ruas de Belém. Primeiro (e um dos únicos) longas-metragens totalmente produzidos no estado do Pará, Um dia qualquer…, para além de suas qualidades ficcionais e cinematográficas, resiste como um importante e raro material histórico com as imagens e hábitos de uma capital paraense retratada com olhos de documentarista. Bancário  cujo pai italiano havia trabalhado com cinema nos primórdios dessa arte em Sorocaba (SP), Líbero Luxardo chegou ao cinema e ao Norte do país através da cinegrafia, registrando expedições financiadas pelo banco em que trabalhava. Ainda na década de 1930, realizou suas primeiras experiências com ficção a partir do contato com um amigo cineasta no Mato Grosso, incluindo aí um longa-metragem pioneiro, Aruanã (1938).  Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2007. Fotografia de Fritz Mellinger e Rui Santos.
Não indicado para menores de 14 anos
ter 24 21h00
O leão de sete cabeças (Der leone have sept cabeças), de Glauber Rocha
Itália/França, 1970, 35mm, cor, 95’
Rada Rassimov, Jean-Pierre Léaud, Giulio Brogi, Hugo Carvana
O guerrilheiro latino-americano Pablo e o líder negro Zumbi unem-se para libertar o continente africano do jugo dos colonizadores. Durante sua luta, enfrentam um mercenário alemão que, auxiliado por um agente norte-americano e seu assessor português, governa em nome de uma misteriosa mulher chamada Marlene. Co-produção ítalo-francesa, nas palavras de Glauber O leão de sete cabeças “é uma história geral do colonialismo euro-americano na África, uma epopéia africana, preocupada em pensar do ponto de vista do homem do Terceiro Mundo”. Primeira produção do cineasta no exílio, contou com a colaboração do diretor italiano Gianni Amico, grande incentivador do Cinema Novo e da música brasileira na Itália. Um dos autores do roteiro de O leão de sete cabeças, Gianni Amico foi amigo e colaborador de Glauber e rodou no Brasil, em 1969, o longa Trópicos, drama sobre a seca nordestina. O leão de sete cabeças foi restaurado por iniciativa do Tempo Glauber, com patrocínio do Fundo de Cultura da Bahia, por meio de sua Secretaria de Cultura. Contou ainda com o apoio da Associação Baiana de Cinema e Vídeo (ABCV), da Cineteca Nazionale di Roma e da Cinemateca Brasileira.
Não indicado para menores de 14 anos
dom 15 20h30 | sex 27 18h30
 
Limite, de Mário Peixoto
Rio de Janeiro, 1931, 35mm, pb, 120’ | Silencioso | Exibição em DVD
Olga Breno, Taciana Rey, Carmen Santos, Raul Schnoor
Num bote perdido em alto mar, três náufragos – duas mulheres e um homem – aguardam o desfecho de sua desdita. Enquanto esperam por sua salvação, confidenciam momentos marcantes de suas vidas. Uma tempestade acabará por afundar o barco. Limite se destaca pelas inovações na fotografia e na montagem e também pela narrativa não-linear – traços do cinema de vanguarda. Com planos longos e enquadramentos inusitados, traça uma história sobre a passagem do tempo e a condição humana, impregnada de signos eróticos. Obra-prima do cinema silencioso brasileiro, Limite foi restaurado pela Cinemateca Brasileira e pelo laboratório L’Immagine Ritrovata, da Cineteca di Bologna, na Itália, em uma iniciativa da World Cinema Foundation, instituição criada pelo cineasta americano Martin Scorsese.
Livre
sáb 14 18h00 | dom 29 20h30
Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade
Rio de Janeiro, 1969, 35mm, cor, 108’
Paulo José, Grande Otelo, Dina Sfat, Jardel Filho
Nascido no fundo da mata virgem como um menino negro, Macunaíma torna-se branco e deixa o sertão pela cidade grande na companhia de seus dois irmãos. Ali, apaixona-se por uma guerrilheira e entra em confronto com o milionário Venceslau Pietro Pietra, enquanto tenta reconquistar uma pedra mágica. Premiado em diversos festivais nacionais e internacionais, Macunaíma foi sucesso de bilheteria no ano de seu lançamento, saudado por conectar o cinema brasileiro ao público. O filme é uma reinterpretação do famoso romance homônimo de Mário de Andrade sobre o “herói sem nenhum caráter”, a partir da experiência contemporânea da ditadura militar e do movimento tropicalista. Macunaíma foi restaurado pelo “Projeto de restauração digital dos filmes de Joaquim Pedro de Andrade”, realizado pela Filmes do Serro, pela Cinemateca Brasileira e pela Teleimage, com patrocínio da Petrobras.
Não indicado para menores de 12 anos
qua 25 21h00 | sáb 05.05 19h00
S. Bernardo, de Leon Hirszman
Rio de Janeiro, 1972, 35mm, cor, 114’
Othon Bastos, Isabel Ribeiro, Nildo Parente, Vanda Lacerda
Fazendeiro rude e hostil, Paulo Honório perambula pelo sertão de Alagoas negociando mercadorias. Seu espírito ambicioso faz com que conquiste uma fazenda, arrancando-a das mãos do inepto Luís Padilha, a quem transforma em empregado. Sua perspectiva autoritária do mundo se estilhaça no momento em que não consegue racionalizar o amor, levando sua mulher ao suicídio. Considerado um dos melhores filmes brasileiros dos anos 1970, S. Bernardo é baseado no romance homônimo de Graciliano Ramos. Premiado em diversos festivais nacionais, enfrentou problemas com a censura militar, sendo retido por meses, e foi também a primeira produção distribuída pela Embrafilme. S. Bernardo foi restaurado no âmbito do projeto “Restauro digital da obra de Leon Hirszman”, patrocinado pela Petrobras. A cargo da produtora Cinefilmes, o projeto contou com apoio do Ministério da Cultura e da Cinemateca Brasileira e teve curadoria de Carlos Augusto Calil, Lauro Escorel e Eduardo Escorel. Trilha sonora de Caetano Veloso. Fotografia de Lauro Escorel.
Não indicado para menores de 12 anos
sáb 21 18h30 | dom 06.05 20h30
Tocaia no asfalto, de Roberto Pires
Salvador, 1962, 35mm, pb, 100’
Agildo Ribeiro, Geraldo d’el Rey, Angela Bonati, David Singer, Milton Gaúcho
A mando de um coronel, matador é enviado a Bahia para eliminar um político corrupto. Lá chegando, vai morar num bordel e se apaixona por uma prostituta. Enquanto isso, um jovem deputado pretende criar uma comissão para investigar as falcatruas do grupo ao qual pertence o político, que está sob a mira do assassino. Prestes a cometer o crime, o matador é avisado de que não precisa mais cumprir o trabalho. No entanto, ele hesita em abandonar o plano. Um dos mais importantes filmes do cinema baiano, Tocaia no asfalto é mais uma incursão de Roberto Pires pelo gênero policial. Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2007. Fotografia de Hélio Silva.
Não indicado para menores de 14 anos
ter 01 21h00 | dom 06.05 18h30
 
Xica da Silva, de Carlos Diegues
Rio de Janeiro, 1976, 35mm, cor, 114’
Zezé Motta, Walmor Chagas, Stepan Nercessian, José Wilker
Na segunda metade do século XVIII, a escrava negra Xica da Silva torna-se o centro das atenções no Distrito Diamantino, onde estão as minas mais ricas do país. João Fernandes, representante da Coroa Portuguesa, apaixona-se por Xica e a transforma na Rainha do Diamante, satisfazendo todos os seus desejos extravagantes. Alertado pelos inimigos do casal, o Rei de Portugal envia um emissário a fim de impedir que os poderes políticos de Xica na colônia cresçam. Baseado no romance Memórias do distrito de Diamantina, de João Felicio dos Santos, Xica da Silva recebeu os prêmios de Melhor filme, direção e atriz para Zezé Motta no Festival de Brasília de 1976. Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2007. Fotografia de José Medeiros.
Não indicado para menores de 14 anos
qui 19 18h00
 
 CURTAS RESTAURADOS
 
Abá, de Raquel Gerber e Cristina Amaral
São Paulo, 1992, 16mm, cor, 4’ | Exibição em HD Cam
Documentário sobre a religião e a cosmogonia africanas. Abá foi dirigido pela cineasta, socióloga e historiadora Raquel Gerber, também autora do longa-metragem Orí (1989), em parceria com Cristina Amaral, montadora de filmes de Carlos Reinchebach, João Batista de Andrade, Guilherme de Almeida Prado e Andrea Tonacci. Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2009. Fotografia de Raquel Gerber, Hermano Penna e Pedro Farkas.
Não indicado para menores de 14 anos
qui 19 18h00
 
O alquimista do som, de José Walter Lima
Rio de Janeiro, 1978, 16mm, cor, 11’ | Exibição em HD Cam
Documentário sobre o músico de origem suíça Anton Walter Smetak (1913-1984), professor, pesquisador de sons e criador de centenas de instrumentos musicais. Smetak foi também escultor e escritor e chegou a dar aulas de música para compositores como Tom Zé. Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2009. Fotografia de Mario Cravo Neto.
Livre
dom 29 18h30 | qui 03.05 20h30
 
Lampião, o rei do cangaço, cinegrafista: Benjamin Abrahão
Rio de Janeiro, 1959, 16mm, pb, 11’
Imagens raras contendo cenas da vida cotidiana de Lampião e seu grupo captadas pelo cinegrafista Benjamin Abrahão. As formas de sobrevivência na paisagem do sertão, os gestos, os hábitos, as vestimentas, a alimentação. Orgulhosos de sua condição, os principais membros do grupo aparecem ostentando suas armas e suas habilidades de combate na caatinga. Maria Bonita e Lampião surgem em instantes de tensão e de descontração, ressaltando a harmonia do bando e, sobretudo, o rigor da vida de cangaceiro. Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2007. Cinegrafista: Benjamin Abrahão.
Livre
dom 15 20h30 | sex 27 18h30
 
Meow!, de Marcos Magalhães
Rio de Janeiro, 1981, 35mm, cor, 8’ | Exibição em HD Cam
Um gato faminto mia desesperado – seu leite acabou. O dono, irritado, parte para a agressão. Uma mão salvadora oferece ao bichano “Soda cólica”, exótico refrigerante de cor escura. Todos os recursos publicitários, até uma gatinha-propaganda, são usados para convencê-lo, mas o gato só engole a bebida sob ameaça de garrafadas. Quando o dono volta com a tigela de leite, descobre que o gato já não é o mesmo. Agora só mia em inglês: meow!. Filme de animação ganhador do Prêmio do Júri popular no Festival de Brasília de 1981 e pelo Prêmio especial do Júri no Festival de Cannes de 1982. Restaurado pelo Programa de Restauro Cinemateca Brasileira – Petrobras 2009. Fotografia de Ronaldo Cânfora.
Livre
ter 10 18h30 | sáb 28 20h30
Nós, por exemplo, de José Walter Lima
Bahia, 1979, 35mm, cor, 10’ | Exibição em HD Cam
Edgar Navarro, Márcia Vergner
Jovem é abandonado pela mulher, que lhe informa que um companheiro de luta foi preso e “abriu tudo” para a polícia. Vendo-se numa situação difícil, ele entra num surto psicótico e começa a delirar, falando coisas aparentemente desconexas e metafóricas pelas ruas da cidade. Expressão do movimento contracultural baiano, Nós, por exemplo foi rodado em Salvador e conta com a participação do ator e cineasta Edgar Navarro. Fotografia de Mario Cravo Neto.
Não indicado para menores de 14 anos
dom 29 18h30 | qui 03.05 20h30
 
Tempo do mar, de Dora de Oliveira, Gilberto Loureiro e Pedro Moraes
Rio de Janeiro, 1971, 35mm, cor, 8’ | Exibição em HD Cam
O filme parte do fundo do mar para a superfície e, nessa viagem, vai descobrindo – de uma forma mágica – os elementos que formam a vida marinha, até a descoberta do homem e sua partida para a luta no oceano. Montagem de Mario Carneiro.
Livre
sáb 14 18h00 | dom 29 20h30
LONGAS CONCORRENTES
Assalto ao Banco Central, de Marcos Paulo
Rio de Janeiro, 2011, 35mm, cor, 104’
Milhem Cortaz, Eriberto Leão, Hermila Guedes, Lima Duarte
Inspirado num dos maiores roubos a banco realizados no Brasil, o filme retrata os bastidores do crime – desde a preparação da quadrilha até à investigação realizada pela polícia federal. Fotografia de José Roberto Eliezer (ABC).
Não indicado para menores de 14 anos
ter 24 19h00 | sáb 05.05 21h00
Bruna Surfistinha, de Marcus Baldini
São Paulo, 2011, 35mm, cor 109’
Deborah Secco, Cássio Gabus Mendes, Drica Moraes, Fabiula Nascimento
Estudante de uma escola tradicional paulistana, jovem de classe média decide se tornar uma garota de programa. Fotografia de Marcelo Corpanni (ABC).
Não indicado para menores de 18 anos
dom 15 18h30 | qui 26 19h00
 
Capitães da areia, de Cecilia Amado e Guy Gonçalves
Bahia/Rio de Janeiro, 2011, 35mm, cor, 96’
Jean Luis Amorim, Ana Graciela Robério Lima, Paulo Abade
Grupo de meninos de rua sobrevive de assaltos nas ruas e praias de Salvador. Baseado no romance homônimo de Jorge Amado. Fotografia de Guy Gonçalves (ABC).
Não indicado para menores de 12 anos
dom 15 16h00 | sáb 21 16h00
 
O homem do futuro, de Cláudio Torres
Rio de Janeiro/São Paulo, 2011, 35mm, cor, 106’
Wagner Moura, Aline Moraes, Maria Luísa Mendonça, Fernando Ceylão
Cientista maluco realiza um experimento para voltar ao passado e desfazer o equívoco que fez com que perdesse sua grande paixão.
Não indicado para menores de 12 anos
sáb 14 16h00 | dom 29 14h30
Lope, de Andrucha Waddington
Espanha/Brasil, 2010, 35mm, cor, 113’
Alberto Ammann, Leonor Watling, Pilar López de Ayala, Ramon Pujol
Cinebiografia do dramaturgo Lope de Vega, um dos mais importantes nomes do teatro espanhol no século XVI. Fotografia de Ricardo Della Rosa (ABC).
Não indicado para menores de 14 anos
qua 18 18h30 | sáb 05.05 16h00
 
O palhaço, de Selton Mello
Rio de Janeiro, 2011, 35mm, cor, 90’
Selton Mello, Paulo José, Larissa Manoela, Giselle Motta
Pai e filho formam uma dupla de palhaços e lideram uma trupe de artistas circenses pelas estradas do Brasil. Tudo corre bem até o momento em que o jovem palhaço questiona sua vocação e decide partir, por conta própria, para uma nova aventura. Fotografia de Adrian Teijido (ABC).
Não indicado para menores de 10 anos
qui 12 19h00 | dom 29 16h30
 
Vips, de Toniko Melo
São Paulo, 2009, 35mm, cor, 110’
Wagner Moura, Emiliano Ruschel, Juliano Cazarré, Arieta Correia
Baseado num caso real, o filme narra a história de um homem que não consegue conviver com a própria identidade, assumindo a dos outros. Encarnando diferentes personagens, ele sonha em ser piloto de avião e, para isso, aplica golpes e se envolve em diversas aventuras.
Não indicado para menores de 12 anos
dom 22 16h00 | qua 02.05 21h00

CURTAS CONCORRENTES
 
PROGRAMA 1
qua 11 20h30
 
Abuso, de Vitor Romera
São Paulo, 2011, vídeo digital, cor, 15’ | Exibição em DVD
Ana Garbuio, Junior Gussi, Maiara Doná, Mario Candido
Uma reflexão sobre o poder da mídia – as formas de circulação da notícias, o jornalismo irresponsável e a espetacularização da vida – a partir do público consumidor. Fotografia de Carolina Corrêa Luz.
Não indicado para menores de 12 anos
 
Nootrópico, de Bruno Decc
São Paulo, 2011, vídeo digital, cor, 15’ | Exibição em DVD
Alfredo Toné, Flávia Recabarren
Em algum lugar, numa data qualquer, um homem maltrapilho e moribundo interrompe sua constante jornada ao encontrar um objeto de grande importância.Fotografia de Boris Ramalho.
Não indicado para menores de 18 anos
 
Parede branca do que poderia ser, de Pedro Paulo de Andrade
São Paulo, 2011, vídeo digital, cor, 17’ | Exibição em DVD
Renata Grazzini, Nathalia Ernesto
Natália e Catarina buscam os acordes de uma canção para derrubar uma parede. Fotografia de Alexandre Elaiuy.
Livre
 
Ao encontro da luz, de Tony Souza
São Paulo, 2011, vídeo digital, cor, 30’ | Exibição em DVD
Antonio C. de Souza, Geralda Lopes, Jose H. de Souza, Lucenilda O. Rossi
Usuário de drogas, casal de jovens foge dos pais. Fotografia de Tony Souza.
Livre
 
PROGRAMA 2
sex 13 21h00 | ter 01 19h00
 
Porn karaoke, de Daniel Augusto
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 12’
Julia Abs, Eduardo Climachauska, Giulia Amorim
Tatuagens surgem no corpo de uma adolescente após ela ter experiências eróticas. Quando adulta, os desenhos somem e ela tenta descobrir o motivo do desaparecimento. Fotografia de Roberto Santos Filho.
Não indicado para menores de 16 anos
 
Visite decorado, de Marcella Sneider
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 15’
Aury Porto, Camila Mota
Casal perambula em meio às construções da cidade até invadir um apartamento modelo decorado. Fotografia de Daniel de Carvalho.
Não indicado para menores de 14 anos
 
Polaroid circus, de Marcos Mello e Jacques Dequeker
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 15’
Marcos Mello, Maria Gregersen
As ruas de Paris são palco de encontro para diversos artistas. Maria transita entre eles ao som de um saxofonista, com a sua polaroid em mãos, registrando a magia que permeia esses mundos diferentes. Realidade e fantasia se misturam numa atmosfera nostálgica. Fotografia de Jacques Dequeker.
Livre
 
Rivellino, de Marcos Fabio Katudjian
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 16’
Djair Guilherme, Eduardo Semerjian
Presidiário recém-saído do cárcere encontra, num ônibus, o promotor responsável por sua condenação. Fotografia de Carlos Ebert (ABC).
Não indicado para menores de 14 anos
 
Avalons, de Carlos Eduardo Nogueira
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 17’
Thais Simi, Fernando Interlandi, Simonia Queiroz, Alice Giordano
O duelo pela mão da princesa traz à tona relações obscuras e vinganças d’além-morte. Fotografia de Paulo Tarso Disca.
Não indicado para menores de 16 anos
 
L, de Thais Fujinaga
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 21’
Sofia Ferreira, Luis Mai King, Henrique Schafer, Cheng Me
Teté odeia seus pés. Quando conhece Héctor, um simpático descendente de chineses, decide mudar sua aparência. Fotografia de André Luiz de Luiz.
Não indicado para menores de 10 anos
 
PROGRAMA 3
dom 15 16h30 | sáb 28 18h30
 
Cavalo, de Joana Mariani
São Paulo, 2011, vídeo digital, cor, 15’ | Exibição em Blu-ray
Francisco Gaspar, Carla Ribas, Milhen Cortaz
Burro sem rabo sonha em ter um cavalo. Fotografia de Rodrigo Monte (ABC).
Livre
 
A tempestade, de Cesar Cabral
São Paulo, 2010, 35mm, cor, 10’
Filme de animação sobre um marujo solitário que navega por oceanos tumultuados e tempestades em busca do reencontro com sua amada. Ele segue uma rotina rígida de afazeres até que mudanças inesperadas alteram seu destino. Fotografia de Alziro Barbosa (ABC).
Livre
 
Tatu Bolinha, de Quelany Vicente
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 12’
Clara Tullio, Marcos Suchara
Menina de seis anos brinca em seu reino de castelos, flores-bonecas e tatus bola. Que personagem é ela – é a rainha ou a princesa, ou alguém mais importante em sua vida real? Fotografia de Heloisa Passos.
Livre
 
A mula teimosa e o controle remoto, de Hélio Villela Nunes
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 15’
Ícaro Teixeira, Vinny Azar, Wilson Clocca, Antonio Celso Villela
A estória de uma amizade num duelo sem palavras. Fotografia de Alexandre Samori.
Livre
 
De outros carnavais, de Paulo Miranda
São Paulo, 2012, 35mm, cor, 14’ | Exibição em HD Cam
Marina Merlino, Felipe Ventura, Melissa Vettore, Renato Baragão
Ao longo de vários carnavais, Janice e Píndaro se encontram, brincam, se apaixonam, mudam de fantasias e crescem. Fotografia de Junior Malta.
Livre
 
Eu não quero voltar sozinho, de Daniel Ribeiro
São Paulo, 2012, 35mm, cor, 17’
Gilherme Lobo, Tess Amorim, Fábio Audi
A vida de um adolescente cego muda completamente com a chegada de um novo aluno em sua escola. Ao mesmo tempo em que lida com os ciúmes de uma amiga, ele tenta entender os sentimentos despertados com a nova amizade. Fotografia de Pierre de Kerchove.
Livre
 
PROGRAMA 4
ter 17 21h00
 
Poeira e luz, de Rogério Corrêa
São Paulo, 2011, vídeo digital, cor, 2’ | Exibição em DVD
Documentário sobre a primeira fábrica de ladrilhos da América Latina, criada em 1922. O filme revela sua história e a difícil alquimia existente no ofício dos ladrilheiros. Fotografia de Lucas Barreto.
Livre
 
Printemps, de Gabriel Kalim Mucci
São Paulo, 2012, vídeo digital, pb, 4’ | Exibição em DVD
Nana Yazbek
O reencontro de um jovem casal no dia anterior à chegada da primavera em Paris. Fotografia de Gabriel Kalim Mucci.
Livre
 
Um sonho, de Bobby Cohen
São Paulo, 2011, 16mm/vídeo digital, cor, 6’ | Exibição em DVD
Cel. Renato, Thea Montagna, Cap. Guidette, Grecco
O sonho de infância de um menino que queria ser bombeiro e se tornou comandante do Corpo de Bombeiros de São Paulo. Fotografia de Bobby Cohen.
Livre
 
O último jokenpo, de Chris Tex
São Paulo, 2011, vídeo digital, cor, 15’ | Exibição em DVD
Bella Allgauer, Rodrigo Gasparini, Chris Tex
Dois amigos devem decidir quem vai levar a garota dos sonhos para casa, disputando uma partida de Jokenpo. Fotografia de Cesar Ishikawa.
Livre
 
Escola de meninos, de Bruno Jorge
São Paulo, 2012, 16mm, cor, 16’ | Exibição em DVD
Janaina Leite, Ronaldo Serruya
Por um motivo desconhecido, um homem, uma mulher e seu bebê estão presos numa escola abandonada. Fotografia de Carlos Firmino.
Livre
 
Sylvie, de Valerie Khoudari Ratner
EUA, 2011, vídeo digital, cor, 11’ | Exibição em DVD
Lee Eden, Tara Cioletti, Bruce Elia, Eliy-Anne Ehrman
Menina de 10 anos tem uma característica atípica – ver aquilo que ninguém gostaria de ver. Fotografia de Roberto Franconere Caliman.
Não indicado para menores de 14 anos
 
PROGRAMA 5
sex 20 19h00
 
Isso não é o fim, de João Gabriel
São Paulo, 2011, vídeo digital, cor, 15’ | Exibição em HD Cam
Eduardo Chagas, Roberta Alves, Delurdes Moraes
A história de um homem que trabalha alugando um banheiro para os frequentadores da Rua Augusta. Fotografia de Fabio Porcelli.
Não indicado para menores de 16 anos
 
A passagem, de Marc Dourdrin
São Paulo, 2011, vídeo digital, cor, 5’ | Exibição em HD Cam
Um dia na vida da carpideira Itha Rocha, contratada para chorar em velórios de pessoas desconhecidas e para auxiliar os mortos no ritual de passagem entre a vida e a morte. Fotografia de Flávio Murilo.
Livre
 
Pra eu dormir tranquilo, de Juliana Rojas
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 15’
David Navarro, Maristela Chelala, Sabrina Greve, Gilda Nomacce
A babá de Luís faleceu há poucas semanas. Quando ela reaparece escondida no armário, Luís precisa de grandes esforços para saciar a fome dela. Fotografia de Fernanda Tanaka.
Livre
 
Zino, de Érico Elias
Minas Gerais, 2012, vídeo digital, cor, 20’ | Exibição em DVD
Um breve relato sobre a vida e obra do Pintor Zino. Fotografia de John C. M.
Livre
 
O capitão chamava Carlos, de Andradina Azevedo e Dida Andrade
São Paulo, 2012, 35mm, cor, 19’
Danilo Grangheia, Dagoberto Feliz, Nelson Baskerville
Uma noite na vida de um torturador num dos porões da ditadura militar. Fotografia de Pepe Mendes.
Livre
 
PROGRAMA 6
sáb 21 20h30
 
Monique ao sol, de Wellington Sari
Paraná, 2010, vídeo digital, cor, 14’ | Exibição em DVD
Monique Rau, Wellington Sari
Férias de inverno. Monique vai à praia com os pais. Sem amigos por perto, tenta arranjar algo pra fazer. Até que conhece um jovem na quadra de vôlei. Fotografia de Renata Corrêa.
Livre
 
A fábrica, de Aly Muritiba
Paraná, 2011, vídeo digital, cor, 15’ | Exibição em DVD
Andrew Knoll, Arnaldo Silveira, Eloina Duvoisin, Louise Forghieri
Um presidiário convence sua mãe a se arriscar levando a ele um aparelho celular para dentro da penitenciária. Fotografia de Andre Chesini Okimoto.
Livre
 
Vereda, de Diego Florentino
Paraná, 2012, vídeo digital, cor, 20’ | Exibição em DVD
Santos Chagas, Laura Haddad, Rita Sales
O pescador paira sobre a correnteza e toma pra si a beleza que o mar revolto lhe deu, em troca de sua vida. Fotografia de Netto Ferreira.
Não indicado para menores de 14 anos
 
Ovos de dinossauro na sala de estar, de Rafael Urban
Paraná, 2011, vídeo digital, cor, 12’ | Exibição em HD Cam
A alemã Ragnhild Borgomanero, de 77 anos, estudou fotografia digital e fez cursos de photoshop e premiere para manter viva a memória de seu falecido esposo, com quem reuniu a maior coleção particular de fósseis da América Latina. Fotografia de Eduardo Baggio.
Livre
 
Mulher azul, de Maria Emília de Azevedo
Santa Catarina, 2010, 35mm, cor, 20’
Patrícia Teotônio, Simon Gillet
M. se isola numa casa à beira da água, deixando para trás a cidade grande. Sozinha, ela espera se aproximar das respostas que tanto procura. Fotografia de Charles Cesconetto.
Não indicado para menores de 14 anos
 
PROGRAMA 7
dom 22 18h00
 
Sequestro, de Ariel Elia
Rio de Janeiro, 2012, vídeo digital, cor, 3’ | Exibição em DVD
Thiago Chagas, Jonathan Azevedo, Marcelo Melo, Cida Costa
Um homem é sequestrado e, com o tempo, cria relação com alguns dos envolvidos no crime, participando de todas suas tensões. Fotografia de Kika Cunha.
Não indicado para menores de 16 anos
 
Sobre o menino do Rio, de Felipe Jofily
Rio de Janeiro, 2011, 35mm, pb, 13’ | Exibição em HD Cam
Silvia Buarque, Sergio Malheiros
Uma mulher e um jovem se encontram na praia de Ipanema. Um encontro inusitado dá lugar a uma realidade inesperada. Fotografia de Maritza Caneca (ABC).
Livre
Em certas cavernas goteja a água, de Sofia Saadi
Rio de Janeiro, 2011, 35mm, cor, 13’ | Exibição em Blu-ray
Sara Antunes
Nos mesmos rios entramos e não entramos, somos e não somos. Fotografia de Guga Millet.
Livre
Quando morremos à noite, de Eduardo Morotó
Rio de Janeiro, 2011, 35mm, cor, 20’
Roney Villela, Thaís Loureiro, Junior Vieira
Raúl conhece a menina mais cheia de vida que já encontrou. Fotografia de Marcelo Martins Santiago.
Não indicado para menores de 16 anos
 
PROGRAMA 8
qua 25 19h30
Julie, agosto, setembro, de Jarleo Barbosa
Goiás, 2010, vídeo digital, cor, 8’ | Exibição em DVD
Carolina Provázio, Allan Santana, Rodrigo Scaliant, Rômulo Dias
Suíça muda-se para Goiânia e procura entender a cidade, até se transformar numa parte dela. Fotografia de Emerson Maia.
Livre
Joelma, de Edson Bastos
Bahia, 2012, vídeo digital, cor, 20’ | Exibição em DVD
Fábio Vidal, Rui Manthur, Vinicio de Oliveira, Eddy Veríssimo
Transexual muda-se para Salvador para fugir do preconceito. Lá conhece um mendigo e os dois passam a viver juntos. Fotografia de Jeronimo Soffer.
Não indicado para menores de 16 anos
Desbravadores de Santa Rosa, de Anderson Farias
Rio Grande do Sul, 2011, vídeo digital, pb/cor, 20’ | Exibição em DVD
Na década de 1940, a cidade de Santa Rosa tinha a fama de “terra sem lei”. Dois jornalistas da Revista do Globo de Porto Alegre vão até lá desvendar as histórias desse lugar. O documentário refaz esse caminho e confronta a Santa Rosa do passado com a de hoje. Fotografia de Alexandre Bragança.
Livre
De lá pra cá, de Frederico Pinto
Rio Grande do Sul, 2011, vídeo digital, cor, 14’ | Exibição em HD Cam
Horacio Camandulle, Luciana Eboli, Maysa Franco
Casados, um segurança só trabalha de noite, enquanto sua mulher, uma doméstica, apenas de dia. Morando na região metropolitana de Porto Alegre, eles têm como único ponto de encontro uma estação de trem. Fotografia de Juliano Lopes.
Livre
PROGRAMA 9
qui 26 21h00 | qui 03 19h00
Coturnos e bicicletas, de Barbara Morais, Júlia Barreto, Lívia Uchôa, Luisa Pitanga e Rodrigo Dutra
Rio de Janeiro, 2011, vídeo digital, pb, 9’ | Exibição em DVD
Thiago Henrique, Bárbara Moraes, Victor Hugo Teixeira, Rodrigo Dutra
Menino resgata a antiga bicicleta do pai, roubada há cinquenta anos. Uma homenagem ao neorrealismo italiano. Fotografia de Rodrigo Dutra.
Livre
A cor da gravata, de Garcia Jr.
Rio de Janeiro, 2011, vídeo digital, cor, 11’ | Exibição em DVD
Garcia Jr, Geraldo Cortes
Flavio está prestes a se casar em uma situação pouco ortodoxa e debate com seu melhor amigo as circunstâncias que o levaram a tomar essa decisão. Fotografia de Garcia Jr.
Não indicado para menores de 12 anos
Lendo no escuro, de Marcelo Pedrazzi
Rio de Janeiro, 2012, 16mm, pb, 16’ | Exibição em HD Cam
Documentário sobre a última noite de trabalho de um velho distribuidor de jornais e revistas. Fotografia de Alberto Bellezia.
Livre
Enterro de anão, de Ricardo Rodrigues
Rio de Janeiro, 2011, vídeo digital, cor, 20’ | Exibição em DVD
Tadeu Lobo, Nany Gonçalves, Fernando Silva, Tuaini Campos
À procura de notícias, um repórter picareta, dono de um jornal falido, faz uma proposta à família de um anão. Fotografia de André Rocha.
Livre
FILMES ESTUDANTIS
 
PROGRAMA 1
ter 10 20h30 | sáb 28 16h30
Cão, de Iris Junges
São Paulo, 2011, 35mm/vídeo digital, cor, 19’ | Exibição em Blu-ray
Luciana Paes, Thiago Amaral
Jeanne perdeu seu próprio rastro, mas, buscando uma trilha pela metrópole, descobrirá possíveis pegadas, habitats e uma grande construção que nunca pára. Produção da ECA/USP. Fotografia de Amanda Ferraz.
Livre
 
Leron mede os espaços, de Daniel Ifanger
São Paulo, 2011, vídeo digital, cor, 22’ | Exibição em HD Cam
Gabriel Nascimento, Juliano Dip, Juliana Bueno, Jaime Luis Munhoz
Ajudante de oficina de calhas sofre um acidente e tem que conviver com os impedimentos de seus planos futuros. Produção da ECA/USP. Fotografia de André Brunetti Susuki.
Não indicado para menores de 16 anos
 
Uma mulher e uma arma, de André Dragoni
São Paulo, 2012, 35mm, cor, 14’
Djin Sganzerla, Cacá Carvalho, Dirceu de Carvalho, Fabio Ferreira Dias
Mulher flerta com a fantasia de ser uma heroína de histórias em quadrinhos e sai pela noite frenética de uma grande cidade em busca de sua arma, que fora roubada. Produção da FAAP. Fotografia de Francis Girard.
Não indicado para menores de 14 anos
 
Entre nós, de Ricardo Reichhardt
São Paulo, 2010, 35mm, cor, 15’
Miriam Mehler, Luiz Serra, Marisol Ribeiro, Joelson Medeiros
Um casal de idosos repete um hábito de juventude – ir a um concerto musical, dessa vez enfrentando os problemas da velhice, pois ela está com Alzheimer e ele com Parkinson. Produção da FAAP. Fotografia de Boris Ramalho.
Livre
 
Certa vez primavera, de Natalia Piserni
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 16’
Sergio Guizé, Etty Fraser, Wandi Doratiotto
Videomaker vivencia os conturbados anos 1990. Preocupado com sua situação financeira e com a saúde da avó, ele percebe o quanto sua vida foi afetada pelo plano Collor. Produção da FAAP. Fotografia de Camila Assad.
Não indicado para menores de 10 anos
 
Da origem, de Fábio Baldo
São Paulo, 2011, 35mm, cor, 19’
Fernando Galdino, Will Santana, Clayton Marques, Renato Izepp
Anúncios